Quais vacinas devo tomar antes de engravidar e no pós- parto?

A gravidez é um dos momentos mais importantes na vida de muitas mulheres. Portanto, é imprescindível que – antes e depois engravidar – a mulher tome algumas precauções para garantir que tudo ocorra muito bem ao longo deste momento mágico.

Uma destas importantes precauções é com relação as vacinas que ela precisa estar em dia, por isso, resolvemos criar este artigo explicando quais vacinas a mulher deve tomar antes e depois da gravidez, para garantir a própria saúde, bem como a do bebê que está chegando ao mundo!

Vacinas para tomar antes de engravidar

Assim que a decisão de engravidar é tomada, a futura mamãe deve procurar seu médico ginecologista e notifica-lo da decisão. Provavelmente, neste momento, ele vai pedir um exame de sangue completo.

Caso ele não faça isso, ainda assim realize o exame de sangue. Pois é este exame que irá definir quais vacinas você deve, ou não, tomar antes de engravidar. Estas vacinas são fundamentais para garantir a sua saúde e a do feto durante todo o processo de gestação, prevenindo assim abortos espontâneos e, até mesmo, más formações no bebê.

O exame de sangue vai apontar, especificamente, quatro vacinas que você deve – ou não – tomar. As quais são:

  • Vacina contra a Rubéola;
  • Vacina contra a Catapora;
  • Vacina contra a Hepatite B;
  • Vacina Antitetânica.

A vacina contra a rubéola é importante se você nunca a tomou ou, nem mesmo, teve rubéola ao longa da vida. Pois, isso significa que seu organismo ainda não produz os anticorpos necessários para combater esta doença. Se você tiver de tomar a vacina, o ideal é esperar 30 dias até engravidar.

Por outro lado, a vacina contra a catapora só será necessária se você nunca teve a doença, nem mesmo quando era criança, pois se contrair a doença durante a gravidez, ela pode causar algumas más formações no feto.

Dependendo do resultado do exame, uma vacina contra a hepatite B e um reforço para a vacina antitetânica serão requisitadas, apenas para evitar de toma-las durante a gravidez e, claro, para evitar problemas com o feto.

Vacinas para tomar no pós-parto

Depois do parto, a mamãe também pode tomar algumas vacinas para garantir a saúde do bebê (que recebe anticorpos através da amamentação) e, claro, a sua própria saúde. Afinal de contas, a mulher também precisa estar saudável!

Dentre estas vacinas, mais uma vez, figura a vacina contra hepatite B, que no caso das mulheres que iniciaram a vacinação (são três doses) durante a gravidez, precisam tomar a última dose depois da gravidez.

Outra vacina muito importante para a mulher no pós-parto é a tríplice viral, que previne contra a caxumba, rubéola e sarampo. Estas doenças, durante a gravidez podem causar sérios problemas no feto, mas depois da gravidez também, pois a mãe transmite alguns agentes agressores através da amamentação.

A vacina contra a catapora (varicela) também é importante que a mamãe tome depois da gravidez, isso claro, se já não tiver feito antes da mesma ou caso ainda não tenha contraído a doença nenhuma vez ao longo da vida.

O vírus da Influenza é um dos mais comuns no Brasil e, justamente por isso, é preciso que a mamãe que não se vacinou contra este vírus ao longo da gravidez, o faça no pós-parto, pois assim ela evita de transmitir gripe a criança com a amamentação.

E por último, mas não menos importante, temos a vacina contra a meningocócica conjugada, que previne contra a meningite causada por vírus e bactérias agressoras ao nosso organismo. Esta doença é uma enfermidade grave e pode levar, até mesmo, a morte da mamãe, por isso, é importante se vacinar após o parto. Mas, ela só é encontrada em clínicas privadas de vacinação.

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe com suas amigas no Facebook para que elas também saibam que vacinas tomar antes e depois da gravidez!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *