O que são Vacinas?

O que são Vacinas e para que servem?

A vacinação é um procedimento que auxilia no controle e na erradicação de muitas doenças, produzindo mecanismos de defesa, os anticorpos, que permanecem no organismo e evitam que as doenças se manifestem no futuro. A vacina estimula o corpo a se defender contra os organismos (vírus e bactérias) que provocam essas doenças.

Existem vários tipos de vacinas, são elas:

O que são vacinas e para que servem?
O que são Vacinas?

Vacinas atenuadas: são feitas com vírus vivo, mas, sem capacidades de produzir a doença. Por exemplo, vacina de febre amarela.

Vacinas inativadas: composta por vírus ou bactérias inativados por agentes químicos, físicos ou transformações genéticas, como é o caso das vacinas de hepatite B, influenza. Provocam reações imunológicas de menor intensidade duração, exigindo doses de reforço para garantir a proteção adequada.

Vacinas Combinadas: As vacinas combinadas são as vacinas que em uma única dose, isto quer dizer, uma única picada, protege a criança de várias doenças. Essas vacinas combinadas substituem a aplicação das vacinas em separado, diminuindo os efeitos colaterais, como febre e mal-estar.

Vacinas Conjugadas: As vacinas conjugadas são produzidas para combater diferentes tipos de doenças causadas por bactérias chamadas encapsuladas (que possuem capa protetora composta por polissacarídeos, substâncias parecidas com açúcares). Estas cápsulas que envolvem estas bactérias não conseguem produzir uma boa resposta do sistema de defesa, particularmente em crianças menores de 2 anos de idade. Em maiores de 2 anos a proteção conferida tem curta duração (3 a 5 anos).Desta forma, para que se tenha uma vacina que também possa ser aplicada em crianças pequenas e com proteção de longa duração é preciso que se junte a esta capsula protetora uma proteína; temos assim as vacinas conjugadas.

As vacinas são 100% seguras, os riscos estão relacionados à hipersensibilidade individual, como qualquer outro medicamento. Apesar de essas reações transitórias serem incomodas como febre, dor local, eritema após a vacinação, não são todas as pessoas que apresentam essas reações.

As contraindicações para realização das vacinas são: imunodeficiência congênita, tratamento com corticosteroides em alta dosagem e por um período extenso, alergia a ovo para algumas vacinas, febre ou estado febril e as gravidas tem diversas restrições.

Hoje além das vacinas oferecidas da rede publica temos também as vacinas da rede privada, entendam agora quais são essas diferenças:

Vacinas como a tríplice bacteriana protegem contra difteria, coqueluche e tétano, na rede publica essa vacina é feita a partir de células inteiras da bactéria. Já na rede privada existe a versão da mesma vacina acelular DTPa, ou seja, não é feita com as células inteiras e sim com as proteínas. As chances de ocorrerem eventos adversos são menos frequentes e intensos.

Haemophiluis influenzae tipo B é uma bactéria que pode causar uma serie de doenças infecciosas como: pneumonia, meningite, dor de ouvido, entre outros. A vacina esta disponível tanto na rede publica quanto na rede privada, com a única diferença de que na rede privada há uma dose a mais.

A vacina de RotavÍrus é uma vacina de vírus vivo oral. A rotavírus na rede pública é monovalente, que protege apenas contra 1 sorotipo e a na rede privada é pentavalente, ela oferece imunidade contra 5 sorotipos.

As vacinas Pneumocócicas conjugadas protegem das doenças causadas pela bactéria Streptococcus pneumoniae, como pneumonia, meningite e otite media aguda. A vacina pneumocócica 10 valente (VPC 10), está disponível na rede publica e na rede privada esta disponível a pneumocócica 13 valente (VPC 13).

A vacina Meningocócica C conjugada esta presente na rede publica e na rede privada você pode encontrar a meningocócica ACWY.

Para maiores esclarecimentos entre em contato com a nossa clinica de vacinação.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *